Patrimônio Líquido Contábil versus Valor de Mercado? Como realizar o cálculo do Patrimônio Líquido pelo valor de mercado?

Retorno sobre o Patrimônio Líquido (RPL)

O objetivo de uma empresa é criar valor para o acionista.

O valor de uma empresa é determinado pela sua capacidade de gerar caixa/lucro para os acionistas. Portanto, cria-se valor para o acionista quando se melhora a geração de caixa/lucro da companhia.

Isto posto, o “Retorno sobre o Patrimônio Líquido” (RPL) consiste num dos principais indicadores econômicos de acompanhamento por parte de acionistas/investidores.

Exemplo: se o lucro líquido apurado no mês de janeiro de 20X1 for de $100, e o patrimônio líquido contábil for de $10.000 em 31 de dezembro de 20X0, o RPL é o seguinte:

O retorno de 1% no mês será qualificado com bom se ficar acima do retorno mínimo exigido pelos acionistas. O inverso é verdadeiro. Porém, o objetivo deste texto não é discutir como se qualifica o RPL.

Nosso objetivo é discutir a base de cálculo do RPL, ou seja, o “patrimônio líquido contábil”.

PL Contábil versus PL de Mercado

Vamos imaginar que no dia 31/12/20X0 uma pessoa tenha comprado um terreno na periferia de uma cidade tendo pago por ele $10.000 com recursos próprios. Avaliações de especialistas apontam que os $10.000 pagos pelo terreno correspondiam ao valor justo de mercado na época da transação, sendo este o valor registrado na contabilidade pessoal do investidor.

No ano de 20X1, houve diversas sinalizações apontando para a valorização do terreno: construção de um shopping center, um centro universitário e um terminal de ônibus. A cidade estava se desenvolvendo para o lado onde o terreno estava localizado.

Em 31/12/20X1 o investidor consultou diversas imobiliárias da região que na média valorizaram o terreno em $20.000, portando mostrando um retorno obtido em um ano muitas vezes superior à melhor aplicação de renda fixa no período. O investidor optou por não vender o terreno (se tivesse vendido, o ganho seria de 100% sobre o capital investido de $10.000).

Em 31/12/20X2, uma nova visita a diversas imobiliárias mostrou uma estimativa de preço de venda do terreno de $25.000. Em relação a 31/12/20X1, houve um retorno de 25%.

O valor contábil do terreno na contabilidade pessoal do investidor continua sendo $10.000, mas a avaliação promovida pelo investidor se dá com base no valor de mercado do terreno, e não pelo valor contábil.

Quando ele calculou que o terreno se valorizou $5.000 no ano 20X2, o retorno de 25% foi calculado com base no valor de mercado do terreno um ano antes, que era de $20.000, e não no valor contábil que era de $10.000.

Ao associar a valorização de $5.000 com o valor de mercado de $20.000, estamos reconhecendo que o investidor, embora tenha pago $10.000 pelo terreno, em 31/12/20X1 poderia tê-lo vendido por $20.000. Ao decidir não vender este ativo por $20.000, este mesmo valor passou a ser o novo PL que deverá remunerado a partir do ano 20X2.

Este exemplo poderia ser desenvolvido substituindo o ativo terreno por uma joia, uma obra de arte ou um lote de ações, o que não mudaria nossos comentários.

Quando se avalia o retorno sobre o PL de uma empresa é a mesma coisa. Nossa análise será melhor conduzida se preferirmos associar o lucro líquido ao PL pelo seu valor de mercado.

RPL em uma Empresa de Capital Aberto

Empresa de capital aberto é aquela que tem ações negociadas em Bolsa de Valores.

O valor patrimonial por ação é representado pela relação entre o patrimônio líquido contábil e a quantidade de ações que compõem o capital social. Exemplo:

Em função das expectativas de lucros/dividendos, a ação poderá estar cotada em Bolsa a um valor superior ou inferior ao valor patrimonial.

Vamos assumir que uma ação cujo valor patrimonial seja de $50, esteja cotada em Bolsa a $80. Você compra a ação por $80.

Depois de 1 ano, esta ação está cotada em Bolsa a $88, tendo seu valor patrimonial subido de $50 para $60. O investidor também não recebeu qualquer dividendo no período de 1 ano em que ficou com esta ação.

Quando o investidor for calcular o retorno dos seus investimentos, levará em consideração o preço pelo qual ele poderá vender sua ação ($88) em relação ao preço que ele pagou por ela 1 ano antes ($80). O retorno determinado será de 10%. Nenhuma importância tem a variação do valor patrimonial de $50 para $60.

RPL em uma Empresa de Capital Fechado

A maioria das empresas, notadamente no Brasil, são de capital fechado, ou seja, não tem ações negociadas em Bolsa de Valores. Então como avaliar o RPL destas empresas?

Resposta: precisamos encontrar o valor de mercado do patrimônio líquido.

Exemplo:

 

O RPL é de:

Vamos assumir que o patrimônio líquido pelo valor de mercado seja de $9.000, portanto um ágio de $2.000 em relação ao PL contábil de $7.000. Como ficaria o RPL?

O RPL é:

Como calcular o PL pelo Valor de Mercado

A pergunta que fica é a seguinte: como determinar o PL pelo valor de mercado? No exemplo anterior, o PL de mercado é de $9.000, representando um ágio de $2.000 em relação ao PL contábil de $7.000.

vários métodos para avaliar o PL de uma empresa pelo seu valor de mercado. A ideia deste texto não é apresentar e discutir os diversos métodos existentes, e sim sensibilizar o leitor para a importância de levar em consideração o PL pelo valor de mercado para determinar o RPL.

Vamos selecionar o método do Valor Presente do Fluxo de Dividendos para determinar o valor de mercado do PL.

A fórmula de cálculo é a seguinte:

  1. Dividendos 1: é o dividendo a ser recebido ao final do período 1
  2. CCP: é o retorno mínimo esperado pelos investidores
  3. G: é a taxa de crescimento dos dividendos em regime de perpetuidade

Exemplo: Calcule o RPL para o ano de 20X1.

 

Outras informações:

  • Dividendos 1: 25% do lucro líquido ($400 = 25% de $1.600)
  • CCP: 20% (é o retorno mínimo esperado pelos investidores ao ano)
  • Taxa de reaplicação dos 75% de dividendos retidos: 21% ao ano
  • G: 0,75 x 0,21 = 15,75% (é a taxa de crescimento dos dividendos ao ano em caráter de perpetuidade)

O RPL com base no PL pelo valor contábil é de:

O RPL com base no PL pelo valor de mercado é de:

Comentários Finais

  • E se o PL pelo valor de mercado for inferior ao PL pelo valor de mercado? Não muda nada. Continua para cálculo do RPL o PL pelo valor de mercado. Pense na seguinte situação: você compra a ação de uma empresa em Bolsa de Valores e paga por ela $50, sendo que o seu valor patrimonial é de $100. Depois de 1 ano se esta ação estiver cotada a $75 você determinará o retorno do investimento com base no valor de mercado que você pagou pela ação, que foi de $50, ou com base no valor patrimonial na época de $100?
  • É usual que uma empresa tenha dificuldade de mostrar um RPL elevado calculado com base no PL pelo seu valor de mercado durante mais de 2 ou 3 anos consecutivos. Parece existir uma mão invisível que puxa os lucros/dividendos para baixo, e consequentemente o PL pelo valor de mercado, que volta a ter um patamar possível de se registrar novos RPLs elevados em anos seguintes.

 

Patrimônio Líquido Contábil versus Valor de Mercado? Como realizar o cálculo do Patrimônio Líquido pelo valor de mercado?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *