Cavalcante Consultores – treinamento e consultoria em finanças e Excel

Taxa de juro: Efetiva e nominal

Cavalcante Consultores > Biblioteca de Excel > Taxa de juro: Efetiva e nominal

Introdução

Em linhas gerais, a taxa de juros nada mais é do que a remuneração obtida a partir de um determinado capital aplicado por um prazo determinado.

Quando falamos de taxas de juros, várias denominações podem aparecer, confundindo aqueles que não estão familiarizados com a terminologia financeira. Neste tópico iremos conhecer as diferenças entre a denominação para as taxas de juros nominal e efetiva.

A taxa nominal é a taxa de juro acordada em contrato que se acrescentará às prestações de um empréstimo. Esta taxa geralmente é expressa em períodos de incorporação dos juros que não coincide com aquele que a taxa está se referindo.

A taxa efetiva geralmente é usada quando o período de formação e incorporação dos juros coincide com o período que a taxa está se referindo. Essa taxa é resultante da aplicação periódica do juro previsto na taxa nominal. Por exemplo, a uma taxa nominal de 12% ao ano, a taxa efetiva será de 1% ao mês. Como a aplicação desse percentual é feita mês a mês, juro sobre juro, a taxa total, no final de um ano, não será mais os 12% contratados, e sim 12,68%.

Para consolidar estes conceitos téoricos, veja abaixo os recursos que explicam o funcionamento de ambas taxas de juros no Excel.

Recursos