Cavalcante Consultores – treinamento e consultoria em finanças e Excel

Criação de gráficos com linhas de tendência estatística

Cavalcante Consultores > Biblioteca de Excel > Criação de gráficos com linhas de tendência estatística

O que é?

Gráficos com Linhas de tendência estatística exibem tendências em dados e analisa problemas de previsão. Esta análise também é chamada de análise de regressão e é capaz de fazer uma estimativa da relação entre variáveis para que determinada valor possa ser previsto a partir de uma ou mais variáveis diferentes. Usando a análise de regressão, podemos estender uma Linha de tendência estatística em um gráfico além dos dados reais para prever valores futuros.

Podem ser adicionadas Linhas de tendência estatística a séries de dados em gráficos de barras, coluna, linhas, ações, dispersão, bolhas e área 2D não empilhados. Só não podemos adicioná-las a séries de dados em gráficos 3D, de Pizza, Superfície, Rosca, Radar ou Colunas Empilhadas. Se alterarmos um gráfico ou uma série de dados de modo que eles não a aceitem mais — por exemplo, alterando o tipo de gráfico para um gráfico 3D — perderemos as Linhas de tendência estatística.

Exemplo

Uma grande magazine X precisa decidir se este é o melhor momento ou não de expandir seus negócios abrindo filiais pelo estado. Necessita, portanto, avaliar as tendências estatísticas do seu crescimento para os próximos meses. Com base nesta informação, e, com os seus dados atuais já impostos em um Gráfico, teremos a condição de estudar seu caso e avaliar a melhor decisão a ser tomada.

Abrirá a seguinte janela:

Esta janela nos mostra os diversos tipos de linhas de tendência que podemos utilizar em nosso gráfico:

Linear: é uma linha reta de melhor ajuste usada com conjuntos cujos dados são lineares. Uma linha de tendência linear geralmente mostra que algo está aumentando ou diminuindo com uma taxa fixa.

Logarítmica: é uma linha curva (que pode ser utilizada com valores positivos ou negativos) de melhor ajuste muito útil quando a taxa de alteração nos dados aumenta ou diminui rapidamente e depois se nivela.

Polinomial: é uma linha curva usada quando os dados flutuam. É utilizada, por exemplo, para analisar ganhos e perdas em um conjunto de dados grande.

Potência: é uma linha curva (que não pode ser utilizada com valores nulos ou negativos) que é usada com conjuntos de dados que comparam medidas que aumentam em uma taxa específica — por exemplo, a aceleração de um carro de corrida em intervalos de um segundo.

Exponencial: é uma linha curva utilizada quando os valores de dados estiverem crescendo ou caindo com taxas cada vez mais altas. Ela também não aceita que seus dados contenham valores nulos ou negativos.

Média Móvel: suaviza flutuações em dados para mostrar um padrão ou tendência mais claramente. Uma média móvel utiliza um número específico de pontos de dados (definido pela opção Período), determina a média e usa o valor da média como um ponto da linha de tendência.

Para o gráfico que será visualizado como exemplo, utilizaremos a forma mais fácil para se perceber a alteração que será a Linear, já destacada na imagem.

No item Linha de Tendência, podemos escolher a nomenclatura da Linha: Automática será a sugestão dada pelo Excel e a Personalizada é a que podemos definir.

No item Previsão, podemos definir se queremos uma previsão Retrospectiva (projeção anterior aos dados) ou Prospectiva (projeção futura dos dados).

Ainda na mesma tela, podemos optar por definir a intersecção e exibir as fórmulas e o valor de R quadrado que levaram o Excel a projetar os valores.

Por hora, em nosso exemplo, optaremos apenas pelas sugestões oferecidas pelo Excel, mas projetaremos o desempenho da empresa por mais um período para verificarmos se podemos ou não pensar na expansão de filiais.

Através do resultado projetado para mais um período, podemos perceber que não será de bom tom expandirmos o negócio no momento.

Pratique!